fbpx

Impotencia sexual masculina tem cura

Impotencia sexual masculina tem cura

A impotência sexual é uma doença altamente estigmatizada e que gera desconforto na vida sexual e social de muitos homens. A falta de informação muitas vezes inibe homens de todas as idades a procurarem tratamento adequado. Assim, hoje tiraremos as dúvidas de uma vez por todas: Afinal impotência sexual tem cura? Conheça as causas e soluções para esse problema.

Existe cura?

E a resposta é Sim! Existe cura para impotência sexual e diversos tratamentos. O homem deve procurar um médico andrologista para uma avaliação e assim identificar o que está ocasionando a impotência. O médico irá fazer diferentes exames como hemogramas, exames físicos, histórico psicológico e clínico, ou seja, o velho check-up. Após esta bateria de testes ele poderá fechar um diagnóstico e identificar as causas da doença. Se necessário o médico pode solicitar a ajuda de outros especialistas como urologista, endocrinologistas, neurologistas e psicólogos.

O que causa impotência sexual?

A impotência é uma doença multifatorial, ou seja, dificilmente haverá uma única causa para ela podendo ter origem tanto física quanto psicológica. Dentre os fatores mais conhecidos podemos citar: uso de drogas, consumo excessivo de álcool, tabagismo, stress, depressão, ansiedade, problemas hormonais, doenças crônicas como diabetes e hipertensão, uso de alguns medicamentos como antidepressivos e anti-hipertensivos, doenças circulatórias e cardiovasculares, doenças neurodegenerativas e etc.

Assim é necessário um diagnóstico médico para poder identificar quais problemas estão acontecendo no seu corpo. Às vezes mudanças de hábitos como prática de exercício, mudança de alimentação e diminuição no consumo de álcool já são suficientes para resolver a impotência, mas existem diversos tratamentos a depender das causas identificadas.

Quais as soluções para a impotência?

Existem soluções variadas a depender do quadro clínico de cada um, dentre os tratamentos podemos citar os tratamento medicamentosos, que como o próprio nome sugere, o paciente fará uso de medicamentos como: Sildenafila, Tadalafila e Vardenafila , conhecidos como “pílulas azuis”, sendo de uso oral que promovem o aumento de circulação de sangue na região do pênis, Alprostadil que é um medicamento intra-uretral (inserido diretamente na uretra) ou injetável que promove a dilatação dos vasos sanguíneos quando a origem da impotência é neurológica.

Psicológica ou circulatória e a Testosterona, que é o principal hormônio sexual masculino responsável pela libido, fazendo-se a reposição dela quando os níveis estão baixos decorrentes de alguma doença. Existem ainda os tratamentos psicológicos como a psicoterapia que trata a impotência de origem psicológica.

O terapeuta irá identificar as inseguranças, medos e anseios do homem com relação à sua vida sexual e ajudá-lo no processo de enfrentamento dessas questões e na auto-aceitação. É importante ressaltar que nenhum medicamento ou tratamento deve ser feito sem a consulta a um médico especialista.

Conclusão

Apesar do mito criado em cima da impotência sexual, ela é como qualquer outra doença: possível de diagnosticar, tratar e curar. Devemos abrir a nossa mente e naturalizar o tratamento desta doença que não está ligada à masculinidade e sim com causas orgânicas que devem ser respeitadas. Todos os homens têm direito à saúde e vida sexual e isso não deve ser negado por preconceitos e desinformação.

Tags: | | | | | | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.